Os agentes externos modificadores do relevo, como a água, o vento e o gelo, são responsáveis por diferentes tipos de processos erosivos que transformam a paisagem ao longo dos anos. Vamos conhecê-los?
começar
Escolha uma tela e observe a animação para compreender como ocorre cada forma de intemperismo. Clique na escala temporal para pausar/recomeçar a animação ou volte o cursor ao início para reiniciar. Em seguida, clique nas imagens do tópico “Veja mais”, para ver exemplos, e no botão “Voltar”, para escolher outro processo erosivo.
avançar
erosão fluvial
A água é um poderoso agente erosivo, capaz de esculpir e desgastar grandes formações rochosas ao longo de milhões de anos. Um exemplo da ação erosiva dos rios são os cânions, vales extensos e profundos escavados entre grandes planaltos rochosos com encostas abruptas, como é o caso do Grand Canyon, no sudoeste dos EUA.
erosão glacial
O gelo é um importante agente transformador do relevo. É responsável pela erosão física provocada pelo derretimento de grandes geleiras, carregando detritos e desgastando o relevo. Os fiordes também são formados pela erosão das rochas causada pelo gelo, que desliza dos picos montanhosos e contribui para o aumento do nível do mar, que avança entre as montanhas formando vales profundos em forma de “U”.
erosão eólica
Os ventos são agentes físicos de erosão, responsáveis pelo desgaste de rochas e pelo transporte de sedimentos. As dunas, por exemplo, são formadas pelo acúmulo de areia devido à ação contínua do vento numa mesma direção, em áreas com pouca umidade e alta temperatura, como os desertos e algumas praias tropicais.